Eu escolho ser o que você quiser.
Sem rodeios,
sou afirmativa.
Quase imperativa.
Às vezes colorida.
Às vezes monocromática.
Sempre aberta, disposta, doada.

Nem sempre você sabe o que quer.
E este é o ponto.
Sem me preparar,
já estou pronta.
Sou papel em branco.
De novo.