De pirulito e lacinho ela é feita.
Sonhos feitos de nuvens
Vontades feitas de chumbo
No coração, um túnel
À diante, outro túnel
E mais outro, e outro
No final, um cadeado.
Fechado.
Não tem saída.
Só te resta agora
Aproveitar cada pedacinho.
E rezar pro cadeado não se abrir.