É preciso menos sonho

Menos romantismo

Mais arroz com feijão

Mais realidade encarnada

Mais poesia do dia-a-dia.