Minha página revela o que eu sou
e o que ainda faz parte de mim.
Passado e presente.
Juntos. Onipresentes.

Eu tento escrever por cima
do que eu não quero mais saber.
Como um tatuado que tenta encobrir
com outra tatuagem a marca do seu ex-amor.

Cada enter é uma nova possibilidade
de fazer as antigas vontades descerem,
escorregarem, sumirem.

Sumir?
Qui...esquece.
Esquecer?
Qui...
O que dá pra ser feito
é exatamente isso: renovar.
Apertar o refresh.
Correr o cursor.
Correr.