Sabe o que eu queria?

Edredom macio fazendo convite.
Destinos incertos provando
que com a gente tudo dá certo.
Músicas com a nossa certeza egoísta
que foram feitas para nós.
Ciuminhos de canto de olho.
Reconciliações de pé de ouvido.
Cafés, moquecas, sandubas, paçocas
e toda sorte de sabores românticos.
Cineminha qualquer.
Domingo inteiro fazendo
o máximo de um domingo: nada.
Dias de chuva, de sol, de sim, de não.
Um destinatário para minha inspiração.
Que meu telefone tocasse
Que não fosse qualquer pessoa.
Que meu profile mudasse.
Que meu álbum aumentasse.
Queria certezas de pôr-do-sol
E resoluções de Ano Novo.
Poder dividir meu frapê,
Redecorar meu apê.
Queria mesmo tudo.
Tudo com você.