De volta


Ainda lembro do cheiro daquelas ruas. Das cores, dos sabores, dos risos que a gente encontrou em cada esquina. Fecho os olhos e por alguns instantes tenho a total certeza que quando eu abrir a porta de casa vou dar de cara com aquela rua que era florida não só de flores, mas de gente, de vida. Acordo já lembrando de como eram doces aqueles momentos. Momentos sempre muito recheados, divididos e vividos até a última gota.

Tento agradecer ao vendedor da farmácia daqui e tudo que consegue escapulir da minha boca é um espontâneo: gracias. Ah, mi querido Buenos Aires! Voltei tão impregnada de você que até meu corpo fez questão de pegar seu vírus. Aquela mania de não esquecer, sabe? Agora estou aqui, com o peito cheio de histórias, corpo quente de saudade e um sorrisinho que insiste em não sair dos lábios.

10 comentários:

Thainá disse...

Ai, nada como boas memórias de viagens. São únicas!

Rafaela disse...

Nada como ter histórias para contar, fotos engraçadas para rir e a certeza que somos felizes sim!

Heleny disse...

Fazendo sua história como um poema de amor, com humor, romance, doçura e...recheios...grandes momentos inesquecíveis.

Wesley disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Wesley disse...

muichas gracias pela cia de viagem, nao seria da mesma forma sem vcs. quando se foram o vazio foi tao grande que quis voltar. bjs, saudades.

mila disse...

o melhor é isso: uma viagem nunca acaba quando acaba... amo-te, chica! beijos!

Luise Costa Lima disse...

Então
eu chorei de saudade
que é o motivo mais nobre
que se tem para alguém chorar
é a lágrima mais branca
a que não faz barulho
a que confessa muitos litros
de amor.
Entao eu senti falta dos abraços do meu pônei,
da risada do meu curisco
da barba do meu pai
e da presença em casa da minha ame
chorei até doer um pouquinho
porque meu amor valia
valia ser adornado com gotas de saudade
Minha alma era um sentimento todo
apesar da felicidade
mas não deixei que crescesse
porque tristeza quer se mudar pra sua casa
e minha casa é nova.
Me derramei
por uma questão de honra.
É certo dizer aos sentimentos
que eles podem sim existir.

Luise Costa Lima disse...

Então
eu chorei de saudade
que é o motivo mais nobre
que se tem para alguém chorar
é a lágrima mais branca
a que não faz barulho
a que confessa muitos litros
de amor.
Entao eu senti falta dos abraços do meu pônei,
da risada do meu curisco
da barba do meu pai
e da presença em casa da minha ame
chorei até doer um pouquinho
porque meu amor valia
valia ser adornado com gotas de saudade
Minha alma era um sentimento todo
apesar da felicidade
mas não deixei que crescesse
porque tristeza quer se mudar pra sua casa
e minha casa é nova.
Me derramei
por uma questão de honra.
É certo dizer aos sentimentos
que eles podem sim existir.

imaryn disse...

Your blog is interesting, I hope a lot of love to your blog, you can see my blog and leave a comment, please

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,