Bebo água
Aos goles grandes e muitos
Não sei o que espero
Talvez que a vida também me venha assim
Inundando
Repleta e refrescante
Descendo suave
Essas corredeiras
Que deságuam em mim.