Do que fica no ar




E ela joga charme.

E mexe nos cabelos.

E despeja olhares.

Mas sua timidez

Não a deixa prosseguir.

E tudo se dissipa no ar

E fica pairando

Leve e suave.

Como cheiro

de roseira em flor,

Como pensamento

Que não se concretizou,

Como amor

Que ainda não amou.