Bichinho indomado

Tudo diz pra ele não tentar
Todos os sinais o mandam retornar
Os avisos piscam incessantes
mostrando perigo
Mas coração é bicho bobo
Daqueles de zoológico
Basta uma pipoquinha
Uns grãozinhos de atenção
E lá vai ele
Pulando, se pendurando, se espremendo
entre os fios de alta tensão
Correndo pela chuva
Escorregando pelo chão
Doidinho, doidinho
Rapidinho tá na sua mão.