Poemas de domingo

Meu coração
Mania de sentir tudo
Gosto por ser
Carne viva
Apertado desde sempre
Amplo como nunca
Cheio de nós
Repleto de nós
Precisando de mais
eus
Querendo acreditar
Coração
Razão de ser
De quem quer
muito mais
Viver.

******************************

O que mora hoje no meu peito
É pedaço de vento apertado.
É janela cerrada
É brisa rangendo por entre as frestas.
É a força insistente do respiro
É a natureza dando seu grito-gemido.
Meu peito hoje
É todo suspiro.

0 comentários: